http://www.makepovertyhistory.org

Friday, May 12, 2006


"Eu falava-lhe de Myriam, e com tanto maior insistência quanto queria evitar falar do meu pai. Depois de me ter admitido na sua corte de pretendentes, Myriam começava a rejeitar-me como candidato não válido.
- Não faz mal – dizia o Senhor Ibrahim – O teu amor por ela pertence-te. Mesmo que ela o recuse, não puderá mudar nada. Não o aproveita, é tudo. O que dás, Momo, é teu para sempre; o que guardas, está perdido para sempre."
O Senhor Ibrahim e as flores do Corão - Eric-Emmanuel Schmitt

1 Comments:

Anonymous baunilha said...

Que enorme verdade. Beijos :)

8:47 PM  

Post a Comment

<< Home